Buscando Forças em Deus – Isaías 40.21-31
20/08/2017 - 9h56 em Pastoral

Buscando Forças em Deus – Isaías 40.21-31

            O Profeta Isaías profetizou durante o período do Reino dividido, Quando Israel era o Reino do Norte, e Judá o reino do Sul, mas dirigiu a maior parte das suas profecias ao Reino de Judá, e o principal foco deste servo de Deus, era condenar, principalmente o ritualismo vazio daquele povo, a idolatria e o politeísmo, aquela nação havia virado as costas para o Seu Deus, e se entregue a uma vida vazia na Idolatria e em falsos deuses pagãos, e quando nos deparamos com o capítulo 40, Isaias começa profetizar ou prever  o futuro Cativeiro Babilônico, onde o povo de Judá foram obrigados a ir para a Babilônia e lá se tornaram escravos daquele povo, isso tudo porque haviam virado suas costas e abandonado ao Seu Deus o Deus de Israel, o Deus de seus pais, aquele mesmo que no passado havia libertado o Seu povo da escravidão do Egito e cumprido a promessa feita a Abraão que sua descendência abitaria uma terra que mana leite mel a terra de Canaã.

            Mas o interessante da Profecia de Isaias do Capítulo 40, é que ao mesmo tempo em que ele prevê e declara o cativeiro babilônico e a desgraça do êxodo e da escravidão que o povo de Judá sofreria nas mãos daquela nação, ele agora profetiza a majestade, o poder e a ação poderosa do Eterno e Soberano Deus em resgatar e livrar o seu povo daquele castigo, Isaias conclama a Judá a depositar sua Esperança unicamente em Deus e não em homens, não em força humana.

Por isso vamos dividir o nosso estudo em duas partes a primeira indo do versículo 21 e vai até 26, onde o Profeta de forma singular, exalta a grandeza e majestade do nosso Deus, nosso Criador o verdadeiro e único Deus todo poderoso!

“Será que vocês não sabem? Será que nunca ouviram falar disso? Não lhes contaram há muito tempo como o mundo foi criado? O Criador de todas as coisas é aquele que se assenta no seu trono no céu; ele está tão longe da terra, que os seres humanos lhe parecem tão pequenos como formigas. Foi ele quem estendeu os céus como um véu, quem os armou como uma barraca para neles morar. É ele quem rebaixa reis poderosos e tira altas autoridades do poder. Eles são como plantas que brotaram há pouco e quase não têm raízes. Quando Deus sopra neles, eles murcham, e a ventania os leva para longe, como se fossem palha. Com quem vocês vão comparar o Santo Deus? Quem é igual a ele? Olhem para o céu e vejam as estrelas. Quem foi que as criou? Foi aquele que as faz sair em ordem como um exército; ele sabe quantas são e chama cada uma pelo seu nome. A sua força e o seu poder são tão grandes, que nenhuma delas deixa de responder.” (40.21-27 NTLH).

            Isaías esta tentando trazer a memória dos seus irmãos, quem é o verdadeiro Deus, quem é o Senhor e criador do universo, quem de verdade tem o controle do mundo e das nossas vidas na palma de suas mãos, é isso que ele exclama ao povo de Judá neste trecho, “Quem foi que Criou todas as coisas, quem está assentado sustentando toda a terra, e que quando olha para baixo nos enxerga como insetos, tamanha é a Sua grandeza, quem é o Deus que levanta príncipes e líderes deste mundo, mas que segundo o seu juízo os abate, quem é neste mundo que possa ser comparado ao nosso Deus?” Indaga Isaías. Quem se pode comparar ao Deus todo poderoso, soberano, Criador e controlador de todas as coisas do universo! Aquele que conhece cada uma estrela e ainda lhes dá um nome e elas são como seu exército!

Povo de Deus levante os olhos e vejam quem é o verdadeiro Senhor deste mundo! Esse é o nosso Deus, nosso salvador libertador e transformador das nossas vidas, aquele que um dia assim como fez com as estrelas e com o povo de Judá, nos chamou pelo nome, colocou um anel no nosso dedo, nos salvou, transformou e mudou a nossa sorte de uma vez por todas, esse é o Deus de Judá, de Israel e é o nosso Deus!

Preste atenção nós não servimos a um Deus pequeno, pequena e na maioria das vezes é a nossa Fé, no poder e no Amor que o Eterno nutre por cada um de nós, o mundo pode até estar entregue aos seus falsos mestres e falsos ídolos, mas nós o povo de Deus temo acima de nós o Eterno e Soberano Deus e que nada absolutamente nada passa despercebido de Suas santas e poderosas mãos!

A Igreja de hoje assim como Judá no passado, precisa relembrar quem é o nosso Deus e o que Ele significa para cada um de nós, o mundo pode estar entregue a sua própria sorte, mas eu e você não estamos, estamos guardados e protegidos pelas mãos poderosas de Deus! Aleluia!

            Então nesse primeiro momento Isaias esta relembrando aquele povo que havia abandonado a sua fé que o Deus deles não era alguém fraco e sem forças.

            E na segunda parte do texto (27-31), o Profeta, tenta levar o povo a uma profunda reflexão, as pessoas estavam indagando a Deus, como Deus tivesse se esquecido deles, como se Seus ouvidos e Seus olhos estivem cobertos ao clamor e a necessidade daquela gente.

E partir daí este servo de Deus começa a trazer a memória dos seus irmãos o compromisso, a fidelidade e a lealdade de Deus pelo Seu povo! É por isso que ele prossegue:

“Povo de Israel, por que você se queixa, dizendo: “O Senhor não se importa conosco, o nosso Deus não se interessa pela nossa situação”? Será que vocês não sabem? Será que nunca ouviram falar disso? O Senhor é o Deus Eterno, ele criou o mundo inteiro. Ele não se cansa, não fica fatigado; ninguém pode medir a sua sabedoria. Aos cansados ele dá novas forças e enche de energia os fracos. Até os jovens se cansam, e os moços tropeçam e caem; mas os que confiam no Senhor recebem sempre novas forças. Voam nas alturas como águias, correm e não perdem as forças, andam e não se cansam. (27-31 NTLH)”.

Isaías esta tentando devolver a esperança e a fé ao seu povo, e assim como Israel a maioria de nós, em algum momento questionamos a Deus se Ele havia se esquecido de nós, pensando em que estávamos sós e desamparados, todos já experimentamos em alguns momentos de nossas vidas um nível tão grande de exaustão e cansaço que achamos que não vamos aguentar em pé. A primeira coisa em que uma pessoa cansada pensa é desistir. Todos nós, vivemos nosso dia a dia o cansaço físico, mental e até mesmo espiritual.

            Nosso corpo esta cansado da correria da vida, da sobrecarga do trabalho e do esforço que a sociedade nos impõe, estamos cansados emocionalmente, porque temos que lidar constantemente com as frustrações e perdas, sonhos que não se cumprem e expectativas que ficaram no meio do caminho, não é atoa que vivemos a era da depressão nunca no meio de nós vimos tantas pessoas em depressão devido à opressão e ao cansaço físico, mental e até espiritual.

E a soma de isso tudo é o cansaço espiritual é o cansaço que parece inesgotável e que tem suas raízes fincadas no excesso de batalhas espirituais e nas lutas demasiadamente longas onde a vitória parece remota e que Deus se esqueceu de nós.

Quando estamos cansados Espiritualmente, sem que muitas das vezes percebamos, vamos gradativamente nos afastando do Eterno, perdemos o habito da oração, da leitura da Palavra, vir a Igreja acaba se tornando um ritual e com o passar do tempo algo cada vez mais raro e remoto, literalmente perdemos a fé e a esperança nos caminhos de Deus porque Deus se esqueceu de nós.

Em Mateus 11:28 Jesus disse: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei”.

Deus não se esqueceu de nós, o Deus de Isaias, o soberano e Eterno criador de todas as coisas, esse é o nosso Deus. (29) Ele faz forte ao cansado e multiplica as forças que não tem vigor.

Deus está ao nosso lado fortalecendo e revigorando o Seu povo para que com Ele e na presença Dele vençamos todas as lutas desta vida, não podemos ser como Israel que com o passar do tempo abandonou o Seu Deus, o Senhor permanece ao nosso lado, quer seja em lutas ou em vitórias não importa Ele é fiel!

(30) Porque sem Deus até os jovens se cansam e caem, mas aqueles que esperam no Senhor renovam as suas forças e sobem com asas como as águias.

A Águia voa muito alto, ela tem vocação para as alturas, e não só isso ela voa reto porque tem um alvo definido, ela não vive sem rumo, sem um destino certo, a águia voa para frente, sempre em direção ao seu foco.

E Isaias esta nos dizendo que Deus nos chamou para sermos como a águia, levantando voos ainda mais altos, com um rumo e uma meta definida, ela é diferente do urubu, que só sabe voar em círculos sem direção e sem rumo, Deus nos chamou para seu povo, e voarmos com asas como de águias, a voos mais altos que a nossa força e mentalidade humana poderiam nos levar!

            É tempo de revigorarmos a nossa fé e a nossa dependência nesse Deus soberano e eterno, porque os que esperam no Senhor têm suas esperanças e suas forças renovas, é tempo de nos voltarmos para Deus e descasarmos em sua vontade e na força do Seu poder, chega de abatimento, chega de dúvidas, o Senhor do universo está conosco por isso tudo vai dar certo!

Presbítero Vitor Costa Daflon

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!

Igreja Presbiteriana do Brasil em Miguel Couto “Amando a Deus e às pessoas”  

 Estrada do Iguaçu, 113 – Miguel Couto – Nova Iguaçu – RJ – CEP.: 26.145-420   (21) 2769-0947  e-mail: igpresbiterianademiguelcouto@gmail.com 

                                                                                                     Quarta-feira: 19h30 - Culto de adoração e palavra

Domingo: 09h - Escola Bíblica / 18h – Culto de adoração e palavra 

Congregações: Tinguá – Nova América – Grama

www.radios.com.br